Warning: Illegal string offset 'singular_portfolio_taxonomy' in /membri/simsimnaonao/blog/wp-content/themes/canvas/includes/theme-functions.php on line 819

Archive | 14/08/2016

CRITÉRIOS PARA RECONHECER AS VERDADES DOGMÁTICAS

 

Sim Sim Nao Nao - Concílio Vaticano I

Padre Sisto Cartechini, S.J.
Roma, 15 de agosto de 1953
[Tradução: Gederson Falcometa]

 

Exposto que coisa seja o dogma, é fácil conhecer os critérios para estabelecer quais sejam as singulares verdades dogmáticas.

 

1 – O magistério solene dos Concílios

Antes de expor este critério, que é a via mais comum para determinar a verdade de fé católica, é preciso fazer algumas observações importantes.

Para que as decisões de um Concílio tenham valor dogmático, o Concílio deve ser ecumênico e legítimo, apenas em tal caso ele goza do carisma da infalibilidade. De fato, Jesus Cristo prometeu a infalibilidade a Igreja universal e não as singulares igrejas particulares. Os Concílios particulares não são infalíveis: porém as suas decisões podem adquirir um valor universal e definitivo, se em seguida intervém a aprovação do romano pontífice. Assim, ocorreu com o Concílio Contantinopolitano Iº  (em 381: D. 85), para o Cartaginês contra os pelagianos (em 418: D. 101 ss.), o Arausicano contra os semipelagianos (em Orange 529: D. 174 ss.). A autoridade, portanto, destes Concílios, se bem que em origem particulares, de fato é como aquela dos Concílios ecumênicos.

Além disso: no desenvolvimento das discussões em um concílio podem acontecer muitos fatos de natureza puramente humana e ter lugar também as paixões, como se verificou em várias discussões no Concílio de Trento; mas as últimas conclusões, que dizem respeito a fé e aos costumes, são infalíveis.

Continue Reading →

Postagens relacionadas

  • 97
      La Civiltà Cattolica Roma 1908. [Tradução: Gederson Falcometa] A crítica está na boca de todos: é o mérito da idade moderna. E se fosse mérito sincero, haveria razão para aprecia-la: a crítica verdadeira é o exame glorioso da verdade, seja científica ou religiosa. Mas muitas vezes é mérito falso:…
    Tags: de, a, que, se, da
  • 96
     Augusto del Noce[Tradução: Gederson Falcometa]A presente crise de confiança em valores permanentes reclama a memória aquela que se verifica nos primeiros anos do século XVII. Naquele tempo se tratava também do período sucessivo as guerras religiosas e as descobertas de civilizações diversas das mediterrâneas; e ainda naquele tempo foi colocada…
    Tags: a, que, de, da, se
  • 93
     Augusto del Noce Tradução: Gederson FalcometaCentro Romano Incontri Sacerdotali,documenti, Anno IV, n. 35,Roma febbraio 1977 Gramsci: marxismo para o OcidenteQual lugar assegurar a Gramsci entre os teóricos ocidentais do comunismo? Um fato é incontestável: entre os teóricos ocidentais do comunismo, só Gramsci definiu uma linha política capaz de ter efeito nos…
    Tags: a, de, que, da, se
  • 92
    Padre Matteo Liberatore, S.JI.Logo que a Igreja de Cristo apareceu no mundo, o antigo Paganismo a combate até o fim, buscando sufoca-la no sangue. O novo Paganismo, que se chama Modernismo, e mais comumente Liberalismo ou Revolução, também ele combate a Igreja; porque, como instrumento de Satanás, é informado pelo…
    Tags: a, que, de, se
  • 91
    SIM SIM NÃO NÃO Ano I - Nº01O modernismo, para poder permanecer dentro da Igreja e muda-la subterraneamente, não quis se apresentar explicitamente como um sistema teológico bem definido [1], dado o seu caráter secreto ("foedus clandestinum/seita secreta", S. Pio X, Sacrorum Antistitum, 1910) e o seu horror pelas definições,…
    Tags: a, de, que, da

A relação entre o natural e o sobrenatural em Jacques Maritain

sim sim nao nao - As duas cidades
 

Extraído do livro:
Getsemani
Reflexões sobre o Movimento
Teológico Contemporâneo
Cardeal Giuseppe Siri
[Tradução: Gederson Falcometa]

 

Um filósofo que no mesmo período, isto é, desde os anos 30, influenciou muito a formação das tendências contemporâneas, seja filosófica ou teologicamente, foi Jacques Maritain [1]. Em todo o seu pensamento, não só buscou assimilar a ordem natural na sobrenatural, mas ao contrário, lhes separou de tal modo que reconhece na criação e na história humana duas vocações distintas, ligadas certamente por um princípio de subordinação, mas essencialmente autônomas, com fins e meios próprios: a vocação e a missão terrestre, e a vocação sobrenatural.

Se alguém quisesse tomar consciência e colher imediatamente – se pode dizer – a característica do pensamento de Maritains acerca da autonomia das duas vocações distintas, bastaria que lesse a última frase do seu livro «Humanisme Intégral», publicado em 1936, e que constituí a referência fundamental de algumas tendências teológicas e também da ação temporal e política em muitos ambientes cristãos:

«Os mundos que surgiram no heroísmo, se põe na fadiga, afim de que venha por sua vez novos heroísmos e novos sofrimentos que farão surgir outros mundos. A história humana cresce assim, porque não se tem nisto um processo de repetição, mas de expansão e de progresso; cresce, como uma esfera de expansão, aproximando-se junto a sua dupla consumação: no absoluto aqui embaixo, onde o homem é deus sem Deus, e no absoluto do alto, onde é deus em Deus» [2]. Continue Reading →

Postagens relacionadas

  • 98
    SIM SIM NÃO NÃO Ano I - Nº01O modernismo, para poder permanecer dentro da Igreja e muda-la subterraneamente, não quis se apresentar explicitamente como um sistema teológico bem definido [1], dado o seu caráter secreto ("foedus clandestinum/seita secreta", S. Pio X, Sacrorum Antistitum, 1910) e o seu horror pelas definições,…
    Tags: a, de, que, da
  • 96
    SIM SIM NÃO NÃO Nº01 - Janeiro de 1993  Desenvolvimento ou contradições? Ao Católico convenientemente informado, e com mais forte razão ao sacerdote , ao religioso, impõe-se hoje a escolha seguinte: ou resistir à nova corrente eclesial e então ser taxado de rebelião à autoridade ou, adaptando-se a esta orientação negar ipso…
    Tags: a, de, que, da
  • 95
     Padre Bonfiglio Mura, O.S.M.[Tradução: Gederson Falcometa]Gênese e nexo desta liberdadeA liberdade que é a absoluta independência da razão humana em fato de religião proclamada por Lutero, gerando logicamente a liberdade e a independência da própria razão proclamada por Rousseau em fato de política, devia também gerar por rigorosa consequência a…
    Tags: a, de, que, da
  • 90
     Isacco Tacconi Radio Spada [Tradução: Gederson Falcometa]Devo confessar a minha objetiva dificuldade em escrever sobre a mulher em geral e, no presente caso, das figuras femininas tolkienianas por uma dupla razão: 1) a criatura «mulher» é a meu ver um verdadeiro e próprio mistério ainda não plenamente compreendido, o qual…
    Tags: a, de, que, da
  • 88
    Sim Sim Não Não[Tradução: Gederson Falcometa]Do «homo faber» ao «homo fabricatus» e perenemente «fabricandus»É a partir de Descartes que a inteligência atua a sua primeira e verdadeira prostituição a vontade de potência e se volve para o titanismo delirante de querer erigir a mente humana, não só a medida neoprotagorista…
    Tags: de, a, que, da

A autoridade e o autoritarismo

 

 

 

Sim Sim Nao Nao - Jesus e os fariseus

Jesus entre os escribas e os fariseus. Tela de Achille Mazzotti, 1844.

Gustave Thibon

29 de março de 1974

[Tradução: Gederson Falcometa]

 

Se dizemos de um homem que ele « tem autoridade », este juízo é um elogio. Mas se dizemos: ele « é autoritário » exprimimos uma crítica.

Onde está a diferença entre autoridade e autoritarismo?

 

A autoridade de um homem se mede pela sua capacidade de mandar, isto é, pela confiança que inspira ao seu próximo e que o inclina a obedecer sem discutir. No célebre drama « Rei Lear », Shakespeare nos mostra o velho rei deposto que vaga pela floresta. Um cavalheiro passando por lá, o encontra e lhe diz: «Não lhe conheço, mas sinto alguma coisa em você que me induz a lhe obedecer. – E que coisa seria essa? Pergunta o rei. – A autoridade».

Continue Reading →

Postagens relacionadas

  • 99
      Nicola Dino Cavadini[Tradução: Gederson Falcometa] O Venerável Bartholomäus Holzhauser nasce de família pobre em Longnau, nas proximidades de Augusta, na Baviera, em 24 de agosto de 1613. Abraça a carreira eclesiástica durante o trágico período da guerra dos Trinta anos (1618-1648) decide fundar, para socorrer as gravíssimas condições espirituais do seu…
    Tags: a, de, da, que, do
  • 98
     Isacco Tacconi Radio Spada [Tradução: Gederson Falcometa]Devo confessar a minha objetiva dificuldade em escrever sobre a mulher em geral e, no presente caso, das figuras femininas tolkienianas por uma dupla razão: 1) a criatura «mulher» é a meu ver um verdadeiro e próprio mistério ainda não plenamente compreendido, o qual…
    Tags: a, de, que, do, da
  • 98
                                                                                 Padre Henri Le Floch Resumo da doutrina do cardeal Billot sobre o erro…
    Tags: a, de, que, do, da
  • 98
    Sim Sim Não Não[Tradução: Gederson Falcometa]Do «homo faber» ao «homo fabricatus» e perenemente «fabricandus»É a partir de Descartes que a inteligência atua a sua primeira e verdadeira prostituição a vontade de potência e se volve para o titanismo delirante de querer erigir a mente humana, não só a medida neoprotagorista…
    Tags: de, a, que, do, da
  • 97
    SIM SIM NÃO NÃO Ano I - Nº01O modernismo, para poder permanecer dentro da Igreja e muda-la subterraneamente, não quis se apresentar explicitamente como um sistema teológico bem definido [1], dado o seu caráter secreto ("foedus clandestinum/seita secreta", S. Pio X, Sacrorum Antistitum, 1910) e o seu horror pelas definições,…
    Tags: a, de, que, da

A terceira narina

 

Sim Sim Nao Nao - A terceira narina

Giovannino Guareschi
[Tradução: Gederson Falcometa]

Não: caro leitor, o Seu ressentimento é sem razão. O próprio fato de que o senhor, embora sendo comunista militante leia também os jornais que não são do Seu partido, o próprio fato de que o senhor embora considerando-se ofendido, me escreva assinando com nome, sobrenome e endereço, mas não somente isso, não me chame fascista, reacionário e traidor do povo, estão a demonstrar que o senhor não pode em nenhum modo ser compreendido na categoria dos homens com três narinas.

Esse negócio da terceira narina é – o reconhecemos – um achado gráfico notabilíssimo enquanto permite definir um tipo e uma mentalidade com o simples auxílio de um buraco, um pequeno buraco o qual, praticamente, se resolve em um circulozinho de rapidíssima atuação.

Polemicamente é um motivo válido e por isso eu lhe uso sem parcimônia de maneira que muitos já tem aceitado a terceira narina como um dado de fato, mas hoje precisamente por isto sinto o dever de fazer uma precisão.

Continue Reading →

Postagens relacionadas

  • 87
     Padre Bonfiglio Mura, O.S.M.[Tradução: Gederson Falcometa]Gênese e nexo desta liberdadeA liberdade que é a absoluta independência da razão humana em fato de religião proclamada por Lutero, gerando logicamente a liberdade e a independência da própria razão proclamada por Rousseau em fato de política, devia também gerar por rigorosa consequência a…
    Tags: a, de, que
  • 87
    SIM SIM NÃO NÃO Nº01 - Janeiro de 1993  Desenvolvimento ou contradições? Ao Católico convenientemente informado, e com mais forte razão ao sacerdote , ao religioso, impõe-se hoje a escolha seguinte: ou resistir à nova corrente eclesial e então ser taxado de rebelião à autoridade ou, adaptando-se a esta orientação negar ipso…
    Tags: a, de, que
  • 87
    Padre Matteo Liberatore, S.JI.Logo que a Igreja de Cristo apareceu no mundo, o antigo Paganismo a combate até o fim, buscando sufoca-la no sangue. O novo Paganismo, que se chama Modernismo, e mais comumente Liberalismo ou Revolução, também ele combate a Igreja; porque, como instrumento de Satanás, é informado pelo…
    Tags: a, que, de
  • 87
      Di Isacco TacconiRadio Spada[Tradução: Gederson Falcometa] Gostaria de dedicar esta nova tratativa sobre personagens tolkienianos a uma figura a mim particularmente cara: Boromir de Gondor.A “simpatia”, no sentido etimológico do termo de “com paixão” (do grego «syn – patìa»= sentir comum), que este personagem sempre me suscitou deriva da sua radical…
    Tags: a, de, que
  • 86
         SIM SIM NÃO NÃOANO I – N°02O satanismo em sentido genérico e especificoO “mundo”[1] inteiro, não enquanto criatura física de Deus, mas no sentido moral e pejorativo daqueles que vivem segundo o espírito mundano ou carnal oposto ao angélico e divino, é submetido ao diabo pelo dilema “ou…
    Tags: a, de, que

Powered by WordPress. Designed by WooThemes